8 de fevereiro de 2013

Mensagem Psicografada - Tua Luz


Tua Luz

Deus disse: "Faça-se a luz!" E a luz foi feita.  (Gênesis 1:3)
Eis a máxima do pensamento criação e assim segue a construção do universo e de tudo que nele existe.
Fomos criados simples e ignorantes, mas portadores do livre – arbítrio, para assim caminharmos como nossos próprios pés e aprendermos com as experiências.
Entre escolhas assertivas e outras errôneas vamos carreando em nosso ser a experiência necessária para nosso aprimoramento, às vezes nos desviamos do caminho correto e retardamos nosso progresso, entretanto tutelados pelo amor do Criador, somos acolhidos pelas Leis Divinas, que nos servem de norteadoras para o correto aproveitamento de todas as situações.
Podemos insistir na inércia corrosiva e na lassidão comprometedora, mas impulsionados pela Justiça Misericordiosa de Deus, colocamo-nos novamente no caminho correto a seguir.
Apesar de todo amor Paternal expressado por Deus, nossas escolhas equivocadas tendem a retardar nosso melhoramento intimo, chegando às vezes a comprometer uma existência física e todo o planejamento sublime em relação a nossa evolução.
A cada instante somos tentados e testados nas nossas mais variadas tendências e viciações, e para consolidarmos nossa melhoria, faz-se necessário enfrentá-las com sobriedade e equilíbrio, pois só assim seremos vitoriosos contra nossas trevas interiores.
Buscamos justificar nossos equívocos, na culpabilidade dos supostos inimigos, insistimos nas teorias de que fomos induzidos ao erro por sua interferência, entretanto, sabemos que o único inimigo que possuímos verdadeiramente é o nosso inimigo interior, alimentado pelo orgulho, vaidade e falta de perseverança e que tanto nos acompanha pela jornada existencial.
Pela lei da atração, nos vemos cercados por situações e indivíduos que comungam do mesmo desejo e das mesmas aspirações, sendo assim, compreendemos que estaremos sempre agremiados por quem compartilha de nossas mesmas afinidades.
Devemos lembrar que a erva daninha não iria comprometer o afloramento dos grãos em uma determinada plantação, se a mão ociosa do jardineiro estivesse mobilizando recursos para evitar seu desenvolvimento.
Por mais negra que se faça a nossa noite intima, ainda assim possuímos a luz do evangelho do Cristo, servindo-nos de guia para indicar o caminho e iluminar nossa jornada. Através do amor do doce Rabi podemos prosseguir em nossa marcha evolutiva, com a certeza de um porvir ditoso e seguro ao Seu lado.
Que se faça a luz em teu coração e possa assim clarear teu entendimento e compreensão para melhor servir aos desígnios de Deus.
(Mensagem ditada pelo espírito Antônio Carlos Gonzaga, na manha de sexta feira 08/02/2013, psicografada por Alessandro Micussi)

Evangelho Diário - O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XII, item 13.


           O duelo (III)
O duelo, como o que outrora se denominava o juízo de Deus, é uma das instituições bárbaras que ainda regem a sociedade. Que diríeis, no entanto, se vísseis dois adversários mergulhados em água fervente ou submetidos ao contacto de um ferro em brasa, para ser dirimida a contenda entre eles, reconhecendo-se estar a razão com aquele que melhor sofresse a prova? Qualificaríeis de insensatos esses costumes, não é exato? Pois o duelo é coisa pior do que tudo isso. Para o duelista destro, é um assassínio praticado a sangue frio, com toda a premeditação que possa haver, uma vez que ele está certo da eficácia do golpe que desfechará. Para o adversário, quase certo de sucumbir em virtude de sua fraqueza e inabilidade, é um suicídio cometido com a mais fria reflexão. Sei que muitas vezes se procura evitar essa alternativa igualmente criminosa, confiando ao acaso a questão: mas, não é isso voltar, sob outra forma, ao juízo de Deus, da Idade Média? E nessa época infinitamente menor era a culpa. A própria denominação de juízo de Deus indica a fé, ingênua, é verdade, porém, afinal, fé na justiça de Deus, que não podia consentir sucumbisse um inocente, ao passo que, no duelo, tudo se confia à força bruta, de tal sorte que não raro é o ofendido que sucumbe.
Ó estúpido amor-próprio, tola vaidade e louco orgulho, quando sereis substituídos pela caridade cristã, pelo amor do próximo e pela humildade que o Cristo exemplificou e preceituou? Só quando isso se der desaparecerão esses preceitos monstruosos que ainda governam os homens, e que as leis são impotentes para reprimir, porque não basta interditar o mal e prescrever o bem; é preciso que o princípio do bem e o horror ao mal morem no coração do homem. — Um Espírito protetor. (Bordéus, 1861.)
 
(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XII, item 13.)

Obrigado pela Presença

Amigos em Cristo, agradecemos a presença, fiquem a vontade e sintam-se em casa, afinal esse espaço é de todos e para todos.
Deixe-nos sua opinião, critica e sugestão para assim melhorarmos esse nosso singelo cantinho de encontro fraterno.
envie-nos um e-mail espiritismoafontedoamoruniversal@hotmail.com


Visão Espírita do Carnaval

Conduza a sua leitura clicando no botão > .

GRUPO RELICARIO DE LUZ

GRUPO RELICARIO DE LUZ
Grupo Evangelização Espírita - Visitem esse blog amigo

Pensemos Nisso

O QUE MAIS SOFREMOS
O que mais sofremos no mundo –
Não é a dificuldade. É o desânimo em superá-la.
Não é a provação. É o desespero diante do sofrimento.
Não é a doença. É o pavor de recebê-la.
Não é o parente infeliz. É a mágoa de tê-lo na equipe familiar.
Não é o fracasso. É a teimosia de não reconhecer os próprios erros.
Não é a ingratidão. É a incapacidade de amar sem egoísmo.
Não é a própria pequenez. É a revolta contra a superioridade dos outros.
Não é a injúria. É o orgulho ferido.
Não é a tentação. É a volúpia de experimentar-lhe os alvitres.
Não é a velhice do corpo. É a paixão pelas aparências.
Como é fácil de perceber, na solução de qualquer problema, o pior problema é a carga de aflições que criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós.
(Espírito: ALBINO TEIXEIRA - Médium: Francisco Cândido Xavier - Livro: "Passos da Vida" - EDIÇÃO IDE)
__________________________________________________________

Vale a pena assistir

Vale a pena assistir

Documentário Peixotinho

________________________________________________________

Mensagem de Reflexão

"A fé ilumina, o trabalho conquista, a regra aconselha, a afeição reconforta e o sofrimento reajusta; no entanto, para entender os Desígnios Divinos a nosso respeito, é imperioso renovar-nos em espírito, largando a hera do conformismo que se nos arraiga no íntimo, alentada pelo adubo do hábito, em repetidas experiências no plano material".

Livro Palavras De Vida Eterna - Francisco Xavier pelo espírito de Emmanuel



O Livro dos Espíritos on line

O Livro dos médiuns on line

O Evangelho Segundo o Espíritismo on line

O Céu e o Inferno on line

A Gênese on line

Obras Póstumas on line

Estudos e Palestras

Agua from PAN1911

VIDEOS ESPÍRITAS

Loading...