22 de janeiro de 2013

PONDERAÇÃO

                                                                   

                                                        "...Não se ponha o sol sobre a vossa ira.” – Efésios 4:26

Não vos deixeis dominar pela intemperança, pois um instante de cólera pode levar-vos a períodos longos de aflição e dor.

A cada instante que vos alimentais com sentimentos intempestivos e revoltosos, estas compactuando para que verdadeira catástrofe se aloje em vosso intimo.

Em nada justifica vossa atitude de rancor e amargura, pois vossa essência de criação é o amor puro de Deus.

Se buscas um mundo harmonioso, repleto de união e fraternidade, não deveis em momento algum de vossa existência tornar-vos propagador da ira e da raiva.

Lembrei-vos sempre que para o fogo perdurar por mais tempo, faz-se necessário alimentá-lo com combustível e lenha. A Ira é o fogo que consome campos verdejantes de esperança, destrói jardins de fraternidade e devasta construções de união, retardando por longo tempo os projetos da sublimação do ser.

A cada instante de vossa vida, tens a oportunidade de consolidar vossa transformação, recebes a cada segundo da existência o material necessário para vossa tarefa de burilar seu intimo e tornar-se melhor.

Mesmo que os conflitos cotidianos venham a abalar vossa tranqüilidade, não deveis contribuir para que esses momentos tornem-se verdadeiros martírios de aflição, aprisionando-te as algemas do remorso e dor.

Sendo em palavras ou ações, em nada justifica uma atitude agressiva, mesmo utilizando-te da desculpa da legitima defesa.

Lembre-se que se não é o causador do escândalo, não sejais também o continuador de tamanho equivoco, pois tornar-se-á tão responsável quanto aquele que o iniciou.

A cada um lhe será aferido segundo vossa obra e vossa intenção, portanto se ainda alimentas sentimentos infelizes, eis o momento de destituí-los e caminhar mais leve pelo campo do aprimoramento.


(Mensagem ditada na manha de terça-feira 22/01/2013, pelo espírito Antônio Carlos Gonzaga - Psicografado por Alessandro Micussi )

JUSTIFICATIVAS

                                                                                                                      

“... Diz o preguiçoso: um leão esta lá fora; serei morto no meio da rua.” – Provérbios 22:13


Quantas vezes buscamos justificar nossa insistência na inércia através de escusas descabidas e repletas de preguiça. Ansiamos colaborar na edificação de um mundo melhor, entretanto, permanecemos na lassidão por receio da violência que nos espreita à porta.


Quando recebemos em nosso intimo o verbo vivo do Cristo, sentimos uma energia reparadora expandindo-nos os sentimentos, enchendo-nos de esperança e expectativas sublimes, entretanto, quando convidados a mudança verdadeira, justificamos nossa posição estática nos perigos ocultos que nos acompanham em silencio.

Relegamos sempre para o porvir as oportunidades de serventia e aprimoramento, justificando que devido às catástrofes exteriores faz-se necessário se resguardar e proteger a todo custo.

Muitos cerram a porta do coração tornando impossível a entrada do Cristo, alegando perigos variados a lhes perseguirem e ansiando-lhes saquear os tesouros.

Muitos convocados ao exercício da caridade insistem em rejeitar a sublime tarefa, simplesmente porque o sacrifício de velhos hábitos materialistas não lhes é agradável.

Os propagadores da Boa Nova sentiam-se honrados em entregarem-se ao sacrifício através de bestas famintas, buscando apenas expressar seu amor e confiança no Cristo.

Nós entretanto, buscamos nas mais inusitadas ponderações encontrarmos possibilidades de negar auxilio a quem nos bate a porta, por mero capricho e preguiça.

Em nada nos tem valia conhecer as excelsas mensagens do Mestre Jesus e mantermo-nos na estagnação, insistindo em retardar a marcha do progresso pessoal e desperdiçando os recursos celestes para nossa melhoria.

Que possamos a cada oportunidade recebida, propagar o amor e a caridade em todos os corações e tornarmo-nos os seareiros do Cristo na tarefa de auxilio e amparo a todos.

Não temais a fera que imaginas tocaiar-te por detrás da porta, mas enfrente o ser inferior que habitas em teu intimo e consome suas forças para a mudança verdadeira.

( Mensagem ditada na manha de terça-feira 22/01/2013, pelo espírito Antônio Carlos Gonzaga - Psicografado por Alessandro Micussi )

Obrigado pela Presença

Amigos em Cristo, agradecemos a presença, fiquem a vontade e sintam-se em casa, afinal esse espaço é de todos e para todos.
Deixe-nos sua opinião, critica e sugestão para assim melhorarmos esse nosso singelo cantinho de encontro fraterno.
envie-nos um e-mail espiritismoafontedoamoruniversal@hotmail.com


Visão Espírita do Carnaval

Conduza a sua leitura clicando no botão > .

GRUPO RELICARIO DE LUZ

GRUPO RELICARIO DE LUZ
Grupo Evangelização Espírita - Visitem esse blog amigo

Pensemos Nisso

O QUE MAIS SOFREMOS
O que mais sofremos no mundo –
Não é a dificuldade. É o desânimo em superá-la.
Não é a provação. É o desespero diante do sofrimento.
Não é a doença. É o pavor de recebê-la.
Não é o parente infeliz. É a mágoa de tê-lo na equipe familiar.
Não é o fracasso. É a teimosia de não reconhecer os próprios erros.
Não é a ingratidão. É a incapacidade de amar sem egoísmo.
Não é a própria pequenez. É a revolta contra a superioridade dos outros.
Não é a injúria. É o orgulho ferido.
Não é a tentação. É a volúpia de experimentar-lhe os alvitres.
Não é a velhice do corpo. É a paixão pelas aparências.
Como é fácil de perceber, na solução de qualquer problema, o pior problema é a carga de aflições que criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós.
(Espírito: ALBINO TEIXEIRA - Médium: Francisco Cândido Xavier - Livro: "Passos da Vida" - EDIÇÃO IDE)
__________________________________________________________

Vale a pena assistir

Vale a pena assistir

Documentário Peixotinho

________________________________________________________

Mensagem de Reflexão

"A fé ilumina, o trabalho conquista, a regra aconselha, a afeição reconforta e o sofrimento reajusta; no entanto, para entender os Desígnios Divinos a nosso respeito, é imperioso renovar-nos em espírito, largando a hera do conformismo que se nos arraiga no íntimo, alentada pelo adubo do hábito, em repetidas experiências no plano material".

Livro Palavras De Vida Eterna - Francisco Xavier pelo espírito de Emmanuel



O Livro dos Espíritos on line

O Livro dos médiuns on line

O Evangelho Segundo o Espíritismo on line

O Céu e o Inferno on line

A Gênese on line

Obras Póstumas on line

Estudos e Palestras

Agua from PAN1911

VIDEOS ESPÍRITAS

Loading...